Auditório Ibirapuera apresenta

Miranda Kassin

em lançamento do disco Submersa

A cantora Miranda Kassin faz o show de lançamento de Submersa, segundo disco autoral da carreira, acompanhada de sua banda – formada por Fabio Pinczowski (baixo, guitarra e sintetizadores), Piero Damiani (piano e teclado) e Bruno Silveira (bateria). As canções que compõem o trabalho, como “Eu Quero de Novo”, “Segunda ou Terça-feira”, “Outro Dia Você” e “Vacilão”, trazem influências da música popular brasileira, do soul, do pop e de ritmos latinos.

Acessar texto completo

06  Outubro |  19H

Miranda Kassin

em lançamento do disco Submersa

A cantora Miranda Kassin faz o show de lançamento de Submersa, segundo disco autoral da carreira, acompanhada de sua banda – formada por Fabio Pinczowski (baixo, guitarra e sintetizadores), Piero Damiani (piano e teclado) e Bruno Silveira (bateria). As canções que compõem o trabalho, como “Eu Quero de Novo”, “Segunda ou Terça-feira”, “Outro Dia Você” e “Vacilão”, trazem influências da música popular brasileira, do soul, do pop e de ritmos latinos.

Acessar texto completo

Domingo | 19H

06 Out 2019

Local: Plateia interna

Abertura da casa: 90 minutos antes do espetáculo

Duração aproximada: 70 minutos

Ingresso: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

Domingo | 19H

06 Out2019

  • 12
  • Libras

Local: Plateia interna

Abertura da casa: 90 minutos antes do espetáculo

Duração aproximada: 70 minutos

Ingresso: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

Horários da bilheteria

Sexta e sábado das 13h às 22h
Domingo das 13h às 20h

Telefone: +55 (11) 3629-1075
info@auditorioibirapuera.com.br

Ver mapa da plateia

Outros Eventos

Voltar para a listagem

Miranda Kassin

O reencontro consigo mesma. A imersão em questões pessoais e profundas, que trazem à tona sua verdade, sua essência, sua liberdade. É assim que a cantora e compositora Miranda Kassin define Submersa, seu novo disco autoral, que será lançado agora em show homônimo no palco do Auditório Ibirapuera.

Acompanhada por Fabio Pinczowski (baixo, guitarra e sintetizadores), Piero Damiani (piano e teclado) e Bruno Silveira (bateria), Miranda mostra as faixas que compõem o álbum – entre canções de autoria própria e outras feitas em parceria, como “Eu Quero de Novo”, “Segunda ou Terça-feira”, “Outro Dia Você” e “Vacilão” –, que trazem influências sonoras da música brasileira, do pop, do soul e de ritmos latinos, entre outros gêneros, além de hits de Aurora (2012), primeiro disco solo de sua carreira. A apresentação conta com a participação do bailarino Gabriel Malo.

“O processo de produção de Submersa foi bem colaborativo. Fizemos muitas reuniões para chegar ao ‘finalmente’ das músicas. Ousamos e experimentamos bastante com sintetizadores e sons mais eletrônicos nesse disco, que também é bem ‘corporal’, já que embala, dá vontade de dançar, de mexer o corpo, como se ressoasse dentro de nós. Há tempos eu queria trazer a dança de volta para minha vida, já que dancei dos 6 aos 15 anos. Tanto que a surpresa no show é a presença do Gabriel, que vai trazer esse lado mais ‘performático’ ao espetáculo.”

Miranda Kassin acrescenta que o disco, produzido em seu novo momento de vida – o da pós-maternidade e da busca pelo autoconhecimento –, a deixa mais livre e à vontade no palco por trazer uma autenticidade grande. Ainda segundo a cantora, o álbum desperta nela “a força da mãe”, do amar incondicionalmente, e o desejo de tentar resgatar nas pessoas esse mesmo amor, por muitas vezes esquecido – mas que une e move.

“As canções de Submersa falam de amor e de emoções – e emoções são sempre complexas. Mas ele é um disco puro, que traz à tona a verdadeira Miranda e a efervescência desta minha nova fase. Sinto que nesse período me redescobri como profissional e mulher e nessa questão do empoderamento”, fala. “Com esse disco sinto a mesma força da mãe, ‘da leoa’, que tem tudo a ver com a maternidade e com a fase que estamos vivendo, quando vemos as mulheres se unindo cada vez mais, se sentindo mais fortes, poderosas e potentes e indo contra o mundo – no sentido de lutar contra o machismo e tudo de ‘ruim’ que estamos vendo acontecer. Ao mesmo tempo, quero resgatar nas pessoas com esse trabalho essa coisa do amor, da paixão, porque acredito que é isso que pode nos confortar neste momento. É amar e ser feliz. É isso o que nos dá aquela ‘bateria extra’ para continuar.”

Além dos shows da turnê de Submersa, Miranda conta que continua se apresentando ao lado da banda No No No’s com o espetáculo I Love Amy – no qual presta uma homenagem à cantora e compositora Amy Winehouse (1983-2011) – e do marido e músico André Frateschi, com os shows do projeto Soulmate – discotecando e cantando clássicos do soul. “Esses projetos são muito prazerosos. Eu me divirto demais fazendo. Agora estou focada na turnê de lançamento do disco, mas não tenho como abandoná-los. Eles são parte da minha história também.